Festival Circadélica divulga comunicado oficial sobre reembolso de ingressos

São Paulo

Evento, que seria realizado em Sorocaba (SP) no último fim de semana, foi cancelado por falta de alvará do Corpo de Bombeiros. Festival seria realizado na Avenida Comendador Pereira Inácio
Marcela Galvão/Arquivo pessoal
A organização do Festival Circadélica divulgou um comunicado oficial, na noite desta segunda-feira (30), sobre o cancelamento do evento, que deveria ter sido realizado no último fim de semana, em Sorocaba (SP), por falta de alvará do Corpo de Bombeiros.
De acordo com a nota, publicada no Facebook do festival, o reembolso dos ingressos será realizado de duas maneiras:
Todos que compraram os convites pela internet receberão o dinheiro de acordo com os prazos do site, a partir de comunicação via e-mail;
Quem comprou os ingressos em pontos de vendas ou com promotores deverá levá-los até o Asteroid, entre os dias 13 e 17 de agosto, das 18h às 22h, para ressarcimento. O bar fica na Rua Aparecida, 737, na Vila Santana.
Os organizadores também aproveitaram para pedir desculpas e agradecer às pessoas que se manifestaram pessoalmente ou nas redes sociais em solidariedade ao festival e à arte independente.
Nota foi publicada no Facebook do festival nesta segunda-feira (30)
Reprodução/Facebook
Prejuízo de R$ 600 mil
A entrada do evento, que seria realizado na Avenida Comendador Pereira Inácio, foi isolada pela Polícia Militar na manhã de sábado (28). Mais de quatro horas após o horário marcado para o início dos shows, o público que aguardava a liberação do espaço foi informado sobre o cancelamento.
De acordo com a assessoria do evento, a expectativa era receber um público de seis mil pessoas no recinto. Um dos organizadores, Mário Bross, afirmou que o prejuízo com o cancelamento do festival seria de R$ 600 mil.
Segundo ele, a estrutura do Circadélica conta com aprovação da prefeitura e, apesar de não ter o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), foi montada nos mesmos moldes da edição realizada em 2017.
Mário afirmou ainda que, na sexta-feira (27), a organização foi informada pelos bombeiros que o documento não havia sido emitido por que a tenda existente no local é fixa, o que não se enquadraria no alvará soliticitado.
Estrutura foi montada nos mesmos moldes da edição realizada em 2017
Marcela Galvão/Arquivo pessoal
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí