Justiça alemã decide extraditar Puigdemont por malversação

Mundo

Líder do processo de independência catalão também é acusado pelo crime de rebelião pela justiça espanhola. Ex-presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, deixa prisão na Alemanha, nesta sexta-feira (6)
Fabian Bimmer/Reuters
A justiça alemã decidiu extraditar o líder catalão Carles Puigdemont por malversação de dinheiro público – e não por rebelião-, segundo informou a agência de notícias Reuters nesta quinta-feira (12).
Puigdemont é acusado dos crimes de rebelião e desvio de verba pela justiça espanhola, que emitiu uma ordem europeia de prisão para o líder do processo independentista na Catalunha.
Ele foi detido na Alemanha, em 25 de março, após cruzar de carro a fronteira com a Dinamarca, voltando de uma viagem que fez à Finlândia. Em 4 abril, ele foi colocado em liberdade após pagar fiança de 75 mil euros (cerca de R$ 305 mil.
Veja mais informações em instantes.