Hospital da Zona Leste de SP tem falta de médicos e superlotação

São Paulo
Após exoneração de diretor, há espera nos corredores e falta de ortopedista. Hospital Tide Setubal diz que possui grande procura e atendimento é sobrecarregado. Crise no Hospital Tide Setubal
O Hospital Municipal Tide Setubal, na Zona Leste de São Paulo, está com falta de médicos e superlotado.
No fim de junho, o diretor do hospital foi exonerado do cargo.
Imagens feitas pela produção do Bom Dia SP no local mostram falta de médicos e demora no atendimento de pacientes. Alguns deles ficam em macas nos corredores esperando atendimento.
Na quarta-feira (11), não havia ortopedistas e pessoas esperando há mais de um dia por cirurgias. Um dos banheiros masculinos estava interditado.
Em nota, a direção do Tide Setubal diz que a grande procura por moradores, até de outras cidades, pode sobrecarregar o atendimento, mas que todos são atendidos independentemente do tempo de espera. O hospital, porém, admitiu que, na quarta-feira, não tinha ortopedista.
Sobre os banheiros, o hospital diz que o movimento grande dificulta a limpeza, e a reposição do material.
Sobre a exoneração do diretor, segundo a entidade, isso ocorreu por recomendação do Ministério Público, já que ele está atendendo em outro hospital, pois é médico concursado da Prefeitura.