Sabesp manda desocupar imóvel usado como arena para rinhas de galo em Itapeva

São Paulo

Polícia Ambiental encontrou 83 galos com sinais de maus-tratos no bairro da Várzea. Animais foram achados com um funcionário aposentado da Sabesp; empresa alega que está investigando o caso. Galos foram encontrados em propriedade rural em Itapeva
Divulgação/PM Ambiental
A Sabesp informou nesta quarta-feira (11) que enviou equipes jurídica e administrativa da empresa para vistoriar a propriedade rural, onde a Polícia Militar Ambiental encontrou 83 galos com sinais de maus-tratos e que estavam sendo usados para rinhas de briga.
Três pessoas, entre elas um funcionário aposentado da Sabesp, foram autuadas por maus-tratos e multadas nesta terça-feira (10).
Ainda segundo a Sabesp, a empresa já deu início às providências legais para que seja feita a desocupação do imóvel e a retirada dos animais do local.
Além disso, a Sabep informou que já foi iniciado um procedimento administrativo para apuração de eventuais responsabilidades.
Suspeita é de que galos eram usados para rinha em Itapeva
Divulgação/PM Ambiental
Resgate
Polícia Ambiental resgata mais de 80 galos com sinais de maus-tratos em Itapeva
De acordo com a Polícia Ambiental, uma equipe foi até o local após receber um vídeo divulgado nas redes sociais que mostra a rinha.
Os policiais conseguiram encontrar o responsável pelas imagens e foram informados que um dos galpões que seria de propriedade da Sabesp, onde tem uma adutora para captação de água para o município, estava sendo usado por um aposentado da empresa para promover as rinhas.
Ainda de acordo com a polícia, a equipe foi até o local e resgatou os galos que estavam com sinais de maus-tratos. No galpão também foi encontrada uma estrutura semelhantes a que costuma ser usada para realizar briga entre os animais.
Três homens foram levados para a delegacia, onde foram autuados por maus-tratos e vão responder em liberdade. Eles também foram multados no valor de R$ 3 mil. O caso continuará sendo investigado.
A Sabesp também informou que colaborará com as autoridades para apuração do caso e tomará a as medidas administrativas para apurar eventuais responsabilidades.
Veja mais notícias da região no G1 Itapetininga