Quem esperar para sacar Fundo PIS/Pasep a partir de agosto receberá mais, diz ministro

Economia

Saques feitos na segunda etapa do cronograma terão correção anual do saldo entre 8% e 10%, referente ao último exercício de 12 meses. Governo vai liberar saque do PIS/PASEP para cotistas de todas as idades e rendimentos
O ministro do Planejamento, Esteves Pedro Colnago Junior, recomendou nesta quinta-feira (14) que os cotistas do Fundo PIS-Pasep esperem até agosto para fazerem os saques do benefício já com a correção anual do saldo.
O ministro explicou que anualmente, no mês de julho, os saldos das contas são corrigidos com base no rendimento obtido nos últimos 12 meses pelo fundo, e que a estimativa é de um aumento entre 8% e 10%.
“Quem puder esperar, é melhor aguardar para agosto porque os saldo da conta que era R$ 1.000, por exemplo, vai passar a ser R$ 1.080, R$ 1.090. Não é um valor desprezível”, afirmou Colnago em entrevista à radio CBN, lembrando que os saldos estarão à disposição já a partir do dia 18 de junho para trabalhadores com mais de 57 anos.
Nesta quarta-feira (13), o presidente Michel Temer sancionou a lei que libera os recursos do Fundo PIS-Pasep para beneficiários de todas as idades, que trabalharam entre 1971 e 1988. Antes só podiam sacar o dinheiro os beneficiários com idade a partir de 60 anos. A medida provisória foi aprovada pelo Senado em maio e aguardava a sanção do presidente para entrar em vigor.
Calendário do Fundo PIS-Pasep da Caixa e BB
Igor Estrella/G1
VEJA PERGUNTAS E RESPOSTAS
Podem sacar o dinheiro os trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenham resgatado todo o saldo. Quem passou a contribuir após essa data não possui saldos para resgate.
As contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, são administradas pela Caixa Econômica Federal. Já as do Pasep, vinculadas aos servidores públicos, são administradas pelo Banco do Brasil.
Ao todo, são 13,6 milhões de cotistas do PIS com idade abaixo de 60 anos que terão liberados R$ 13,8 bilhões, segundo a Caixa. O total de cotistas, levando em conta também quem tem mais de 60 anos, é de 21,3 milhões, totalizando R$ 28,1 bilhões.
No caso do Banco do Brasil, são 2,4 milhões de participantes com idade inferior a 60 anos, em um total de R$ 2,3 bilhões. O BB administra 3,67 milhões de cotas do Pasep, totalizando R$ 6,1 bilhões.