Dennis Rodman se emociona e diz que Kim está tentando mudar a Coreia do Norte

Mundo

Ex-astro do basquete americano foi a Singapura acompanhar encontro histórico entre Kim Jong-un e Donald Trump. Dennis Rodman dá entrevista nesta terça-feira (12) no hotel Regent, em Singapura
Feline Lim/Reuters
Trump e Kim Jong-un firmam acordo histórico em Singapura
O ex-jogador norte-americano de basquete Dennis Rodman, um dos poucos ocidentais a ter visitado a isolada Coreia do Norte para se encontrar com Kim Jong Un, disse que o jovem líder do regime norte-coreano está tentando implementar mudanças em seu país.
Rodman foi a Singapura para acompanhar o encontro de Kim com o presidente americano Donald Trump, que culminou com um acordo com o compromisso para o fim do programa nuclear norte-coreano.
“(Kim) está tentando mudar seu povo e sua cultura há um tempo, e acho que Donald Trump fez um ótimo trabalho em manter a compostura e entender que Kim Jong Un quer ter confiança na América”, disse em coletiva de imprensa.
Kim Jong-Un e Donald Trump se cumprimentam durante reunião ao lado de assessores, em Singapura, na terça-feira (12)
Kevin Lim/The Straits Times via AP
Rodman chorou durante uma entrevista que deu à CNN em Singapura nesta terça, enquanto falava sobre as históricas negociações entre os líderes da Coreia do Norte e dos Estados Unidos para terminar um impasse nuclear. 
“É um grande dia. E eu estou aqui para ver. Estou muito feliz”, disse à CNN ao limpar as lágrimas debaixo de um grande par de óculos escuros.
Ele foi visto pela Reuters nesta terça sentado à beira de uma piscina e fumando um charuto em um hotel a apenas 200 metros do hotel onde Kim e a delegação norte-coreana estão se hospedando. Ele se negou a comentar se planejava se encontrar com Trump ou Kim. 
Dennis Rodman é visto nesta terça-feira (12) fumando charuto no hotel Regent, em Singapura
Feline Lim/Reuters
Na véspera da reunião, declarou que estava “empolgado em fazer parte” do encontro. Mas não houve indícios de que Rodman estaria envolvido nas conversas oficiais na conferência. A imprensa americana chegou a especular que ele participaria da reunião.
Trump, ao ser perguntado sobre se Rodman havia sido convidado para a conferência em Cingapura, disse: “Não, ele não foi”. 
Rodman viajou recentemente à Coreia do Norte um ano atrás em uma viagem particular.
Mapa da reunião Trump-Kim
G1
Initial plugin text